A coluna
Canal Zap
oferece diariamente notícias quentes do mundo da televisão

Canal Zap

por Carol Borges

 

Faz tudo

A ida de Rafael Cortez para a Record proporcionou ao ex-"CQC" novas experiências e torna seu destino cada vez mais incerto no canal. Há quase um ano na nova emissora, ele já apresentou o "Got Talent Brasil" e o ''Programa da Tarde''. Fez matérias para o "Roberto Justos +" e agora faz sua primeira incursão dramatúrgica no especial de fim de ano, "Nova Família Trapo", como o esperto Quintino. "Eu gosto de estar na vida de uma emissora. Acho muito bacana fazer parte de tudo. Tenho abertura para sugerir ideias para o vice-presidente", valoriza. Na adaptação do clássico humorístico dos anos 1960, o repórter fará uma versão do personagem interpretado por Golias. "Fiquei muito lisonjeado. Gostei muito da ideia de não fazer exatamente como era. Eu não queria ser o Golias dos anos 2000 e ninguém substituiria ele", explica. O ano de 2014 ainda é uma indefinição na carreira de Rafael. No entanto, o humorista tem conversas avançadas com a emissora sobre um programa nas tardes de sábado para ocupar o lugar deixado por Rodrigo Faro com a mudança de horário de "O Melhor do Brasil". "Estou no páreo, mas não quer dizer que serei eu o escolhido. Existem outros nessa briga. É um projeto jovem, bacana, popular, com uma linguagem descolada que vai me deixar mais eu mesmo do que eu fui no 'Got Talent'", adianta.

Finalizações

Após cinco meses de trabalho, a equipe de "Amores Roubados" irá encerrar as gravações neste sábado, no Projac, complexo de estúdios da Globo, localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A minissérie escrita por George Moura e dirigida por José Villamarim tem estreia prevista para o dia 6 de janeiro. A produção teve sequências realizadas em Petrolina, Pernambuco, em Paulo Afonso, na Bahia, e em outras cidades do Nordeste.

Primeiro impacto

George Moura se estabelece na Globo como um autor de produções com textos ousados. Por isso, logo se encantou com a ideia de assinar o ''remake" de "O Rebu", próxima novela das 23 h. Original da década 1970, a obra de Bráulio Pedroso aborda, ao longo de dois dias, o mistério de um assassinato em festa. "Apresentei essa ideia para a Globo e eles gostaram. É um folhetim muito moderno e com uma estrutura radical", afirma.

Tudo igual

Após dois meses no ar, Juliana Didone, finalmente, começará a aparecer como Maria Clara, irmã gêmea de Leila em "Pecado Mortal". A partir da primeira quinzena de dezembro, Carlos Lombardi irá inserir cenas da outra gêmea, que até então era apenas citada no folhetim.

Baseado em fatos reais

A ideia de retratar fatos reais na próxima novela das nove, "Em Família", não está descartada por Jayme Monjardim. Responsável pela direção de núcleo do novo folhetim de Manoel Carlos, o diretor acredita que o autor possa repetir a estratégia assim como fez em "Mulheres Apaixonadas'' e "Viver a Vida". "Novela é uma obra aberta. Tudo pode ser retratado. É uma decisão dele. Mas, em seu último trabalho, ele abriu a trama com cenas reais", lembra.

União de vozes

A Record grava, amanhã, mais uma parte do especial de fim de ano "Coral de Rua", na Escola de Música da UFRJ, no centro do Rio de Janeiro. Na produção, artistas da emissora saem em busca de moradores de rua para convidá-los a fazer parte de um coral. O especial revela o dia a dia desses moradores e de que forma sua participação no projeto e as aulas que estão recebendo transformam cada um deles. Ao final, é montada uma grande apresentação em um teatro da cidade. Participam das gravações deste domingo: Leonardo Vieira, Jorge Pontual, André Di Mauro, Castrinho, Claudia Lira, Renata Dominguez, Giuseppe Oristânio, João Vitti, Bemvindo Sequeira, Cacau Mello, Maytê Piragibe, Vitor Hugo, Gisele Policarpo, Flávia Monteiro e Raul Gazolla.

Rápidas

# Hoje, Claudia Raia e a cantora Wanessa participam do "Altas Horas''.
# No "AutoEsporte" deste domingo, Henri Castelli restaura um carro antigo.
# A atriz Maite Perroni é jurada, neste domingo, do quadro ''Fenômenos do YouTube'', do programa ''Eliana''.
# Amanhã, a Globo estreia a segunda temporada do "Junto & Misturado".

 

Foi bem

O crescimento de Emílio Orciollo Netto, o Murilo, de ''Amor à Vida". O ator deixou de ser figuração de luxo e ganhou bons momentos ao lado de Tatá Werneck, a Valdirene.

Foi mal

O sistema injusto de votação do "The Voice Brasil". As ligações são abertas antes do participante cantar. Logo, as chances do público votar por questão de simpatia e não pelo talento são maiores.