Raio X

Crescida e aparecida

No ar em "Amor à Vida", Thavyne Ferrari comemora 15 anos de carreira

por Nataly Lima
TV Press

 

Thavyne Ferrari é familiarizada com a televisão. A atriz de 19 anos completa seu 15º aniversário de carreira em 2013. "Desde pequena, gosto muito das câmaras. Minha mãe percebeu essa característica e me agenciou. Fiz muitos comerciais, mais de 200", lembra. Na pele da Sandrinha de "Amor à Vida", ela vive seu primeiro papel adulto em uma novela. "As pessoas se assustam quando lembram quem eu era. Muitas nem me reconhecem. Não me associam mais à imagem de criança", conta. Sua escalação para a personagem a pegou de surpresa, já que os testes foram feitos em cima da hora. "Em março, fiz o teste para a novela. Dois meses depois, já tinha estreado", entrega.

Apesar de não ter trabalhado com grande parte do elenco do folhetim das nove, Thavyne destaca a boa convivência com seu núcleo. "Somos uma família realmente. Eu e a Françoise Forton já tínhamos feito uma novela em comum, mas nunca contracenamos tão intensamente", evidencia a atriz, lembrando de "Seus Olhos", trama exibida pelo SBT em 2004. Além da teledramaturgia, Thavyne também destaca suas participações no teatro. Segundo ela, uma peça em particular foi a mais marcante em sua carreira: "Portinari: A Ópera". "Eu tinha por volta de sete anos, era tudo muito novo. Era uma peça adulta e séria. Estudamos durante um ano para encená-la", lembra.

 

 

 

Nome: Thavyne Ferrari Givgliodori.

Nascimento: Em 27 de abril de 1994, na cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

Atuação inesquecível: "Vitória. Uma personagem autista que fiz no filme 'Jogo Subterrâneo'".

A que gosta de assistir na tevê: Filmes, seriados e novelas.

A que nunca assiste: "Não existe algo que eu nunca assistiria, mas não gosto de filmes de terror".

Cena inesquecível na tevê: "Em 'Três Irmãs', tive o prazer de ter uma cena de desabafo com a Carolina Dieckman".

Melhor abertura de novela: "A de 'Amor à Vida'".

Ator: Alexandre Nero

Se não fosse atriz, o que seria: "'Designer' de interiores. Estou me formando e é uma outra opção".

Humorista: Eri Johnson.

Melhor programa de humor: "CQC", exibido pela Band.

Novela que gostaria que fosse reprisada: "Paraíso Tropical", exibida pela Globo em 2007.

Com quem gostaria de contracenar: "Já tive a chance de contracenar com vários atores maravilhosos. Mas ainda não tive o prazer de contracenar com o Alexandre Nero".

Livro de cabeceira: "Cartas a uma Jovem Atriz", da atriz Marília Pêra.

Mania: "Lavar demais os cabelos".

Medo: "Perder pessoas próximas".

Vexame: "Acho que nunca passei por nenhum. Sou extremamente reservada".

Projeto: "Continuar atuando".

 

"Amor à Vida" – Globo – De segunda a sábado, às 21 h.

 
Equipe de
profissionais especializados
e com mais de20 anos
de experiência

Conheça quem são os profissionais que produzem as mais instigantes pautas sobre o mundo da televisão, para quem quer ter prazer ao ler.